Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

08
Ago23

HEARTSTOPPER | review da 2.ª temporada

Clara Cardoso

 

Oii, lindeusos! Como vocês estão?

Há pouco tempo comentei Heartstopper como uma das minhas recomendações de séries no fim de semana. De lá para cá, muitas coisas aconteceram, inclusive o lançamento da sua segunda temporada, da qual decidi dedicar esse post inteiro só sobre os meus momentos favoritos e impressões sobre.

Psiu, se não quiser receber nenhum spoiler, pula para -outro post- :)

Diferente da primeira temporada,o nosso cenário é outro,desta vez, Charlie e Nick estão finalmente juntos, conforme nos mostram as primeiras cenas do primeiro episódio. Contudo, isso não significa que , para manterem essa relação será fácil. Especialmente quando, à sua volta, diversas situações  prometem desenvolver a maturidade e colocar à prova o psicológico das personagens -e um pouco do nosso também kkkkk.

Mas, como devem imaginar, não vim falar de sinopse, mas alguns comentários sobre a segunda temporada e até ouvir os seus também, por isso, comentem aqui, embaixo, o que acharam. Vamos lá?

O primeiro ponto que chamou a minha atenção dessa vez foi que a proposta de desenvolver e deixar outras personagens para além do Nick e Charlie se desenvolverem também foi mais clara e acho que até perfeita, deram mais espaço e tempo de tela para.

Houve uma tentativa de mostrar de uma maneira sutil e humana as variedades das suas identidades, personalidades e do quanto a sua orientação sexual compõe as mesmas.

Atualmente, sinto que, em alguns casos, a forma como apresentam a sexualidade, mais precisamente das personagens de filmes e séries acaba por parecer ser empurrada, mal construída, sabe? Quase como sem propósito, como se fosse apenas um meio de atingir mais público, mas sem construir um representatividade real, só promover tal produção.

Heartstopper segue algo completamente diferente, a sua proposta é outra. Em momentos, nessa temporada, como quando Nick Nelson se vê numa posição de “ter” de se explicar diversas vezes sobre ser bisexual ou quando a Elle faz outras amizades com pessoas da comunidade lgbtqia+ e compartilha as suas vivências parecidas, são daqueles que ocorrem de forma tão natural e de uma intenção pura com impacto e significado.

É engraçado pensar nisso, porque, além da representatividade, o jeito e a fluidez como isso foi apresentado sempre me chamou muita atenção em oito episódios de quase trinta minutos cada. Dá para maratonar em 1 dia e meio e falar sobre um tempão.

Bizzaro, fofo, genial.

Outra coisa que muito chamou a atenção, foi a identificação. Acho que acaba acontecendo para quem assiste, de alguma forma, quer com as inseguranças aprezentadas, quer com as personalidades e gostos das personagens.

Além disso, Heartstopper tem uma característica de, enquanto assistimos, parecer que pertencemos aquilo, porque, de fato, vivemos. Desde as relações de amizade e amadurecimento, até escola, aceoitação e traumas. Penso que seja uma perpectiva mais “real” que a produção alcançou de representar a realidade de nós, adolescentes, hoje, sem filtros.

Voltando às personagens secundárias, me chamou atenção:

 

  1. BEN

Por ter encerrado o seu ciclo com o Charlie, mas ter deixado em aberto a sua possibilidade de aceitação em algum momento.

  1. DARCY

Gente, que pena eu tive dela… Vimos um lado tão vulnerável e uma força dela que não estava esperando ser exposta na série.      

darcy.PNG

  1. ISAAC

Esse me surpreendeu. Foinalmente vimos a sua personalidade ser explorada. Na primeira temporada achei a sua participação meio sem impacto, mas, dessa vez, não.

Antes que eu não dê os créditos, Tao teve um desenvolvimento muito importante; adorei que a Tori, irmã do Charlie, teve umtempo de tela maior, sem contar que o amor de ambos pelo Charlie é muito carinhoso.

Em relação aos momentos engraçados, como não rir quando a Darcy perguntou sobre o túnel aquático que liga a Inglaterra à França… KKKKK não julgo E a cara do professor?

E quando o Tao pesquisa no computador da escola “como ser mais bonito” e “como chamar o/a seu amigo/a para sair”? QUEM NUNCA?! KKKKKKK

Por outro lado, como nem só de momentos fofos vive Heartstopper, reflexões relevantes também foram levantadas nesss temporada. 

Relativamente a esse tópico, não há um exemplo específico que eu queira mencionar, mas um conjunto, assim, mais geral. A série mostrou cuidadosamente e humanamente a necessidade que a sociedade tem de impor um posicionamento das pessoas acerca da sua sexualidade e como isso impacta e pressiona a comunidade lgbtqia+ a expor aquilo que são, mesmo quando ainda estão se descobrindo e quando, objetivamente, não deviam de ter a necessidade de se assumirem e dar satisfação sobre.

Quando Charlie diz que “me surpreendeu como as pessoas homofóbicas eram. Achei que as coisas eram melhores hoje em dia”, lembrei dos meus amigos que passam ou passaram pela mesma situação, chorei.

É triste estar em 2023 tendo que lembrar que, ao invés de assimilar, nossa sociedade hoje ainda não assimilou ou integrou o “diferente”, pois ainda reprime, censura, abandona, intimida e violenta, colocando a comunidade lgbtqia+ num contexto de não se sentir acolhida e respeitada por completo, sendo obrigada a lutar por direitos e respeitois básicos.

As redes socias e algumas bolhas que estamos inseridos , conforme mostra na série, viram o nosso “espaço seguro”, mas, por vezes, dão-nos a falsa impressão de que a realidade é da mesma forma. Queria que o bullying que o Charlie passou , o não acolhimento dos pais da Darcy e do Ben, a intimidação que o Nick recebeu e o estigma que colocaram na Elle fossem só ficção.

Enfim, lindeusos, Heartstopper deu um quentinho no coração, ouso dizer que foi ainda melhor que a sua primeira temporada, mas mostrou que falta muito para vivemos no mundinho das ilustrações coloridas da Alice Oseman, criadora da série, mas estamos em passinhos até lá.

transferir-removebg-preview (1).png

 

Me conta o que achou nos comentários?!

Beijos de luz e até poo próximo post,

01
Jul23

SKIN CARE | The only steps you will ever need

Clara Cardoso

Hi guys! It has been a while, hasn’t it?  

Today’s issue might be the most usual and seen thing on your social media. How many times have we heard those brands advertisements making promises and assumptions about our skin or even selling treatments that we have no idea about?

I know. We've all been there, right?
 

blog.PNG

 
So after some time on the internet, I have realized that if not every day, then every week, I receive a different advertisement about someone showing a new skincare product... I won't lie; it is kind of annoying because it seems that after so many options offering so many different things, I get more lost than I was before. Does it make sense?
 
I mean, I am only sixteen, and somehow it seems that for the skincare industry, I already need a big and diverse routine to keep my face totally clean and young, which is annoying and sick, if I could say so. I love taking care of myself by having those moments after taking a shower or before going out, but that mass propaganda about skincare seems to be changing the purpose it should have, you know?
 
Instead of helping girls and women, it became a way of trying to make women more insecure. I have stopped counting the times that my friends, or even my mom, for example, come to me and say how not pretty they are feeling, how they wish they were that girl from their feed, or how insecure they feel.  Anyway, after thinking about it, I've decided to share the only three steps I have in order to take care of my skin—not only my face but my body as well.
 
Reminder: It took me a while to find the ones that work for my skin, but after some research and dermatologist appointments, I found a super practical pattern that works regardless of brand or product, but the routine and frequency we follow.
 
 
1. Facial Cleanser
 
For starters, cleaning. Of course that the brand you will choose will depend on the type of skin your have but I have decided to present the one I use and a little bity of the brand as well
 
HYDRATING CLEANSER - CERA VE

CeraVe_HC_16oz.webp

No matter what type of skin you have, Cera Ve literally has something to offer you. So, my skin has always ranged from dry to normal, and I haven't adapted to cleansers until this one. I have the hydrating cleanser as well as the blemish control cleanser, but what I love about this brand, besides the cost benefit because it lasts for a while, is that my skin stays soft for a very long time, and I haven't had as many pimples as I used to. I definitely recommend it.

2.  Moisturizer

We, people with olied skins or dry skins, usually have the not needing to moisturize the skin sensation. But we are all wrong. LOL.

FACE:

AQUA BOMB- BELIF

belif-removebg-preview.png

I actually discovered this product after a dermatologist appointment. I claimed that I didn't like to have that heavy skin feeling and the dermatologist recommended this one above. Fortunatly, it was on sale and it really worked. Nice composition, nice skin. I have tried others ever since, but this one still is my favorite.
 
BODY:
Just like on your face, you should find a mild moisturizer to use whenever your skin feels dry, especially in winter, but not just winter. I usually use one from the market made from aleo vera and it is literally a lifesaver.
 
3. Sunblock 
 

sunblock-removebg-preview.png

To conclude, my long term date, the sunblock. It does not really matter the brand but make sure that you and your skin are safe. I have been use it for almost 4 years!

Remember that the products that worked for me might not be the same for you and keep in mind that taking care of ourselves should not be just a girl thing. TBH, it's past time for society to catch on. Cleaning is not just feminine and can be practical. Of course it won't stop us to be exposed to all the contents I have mentioned before, or even for watching Vogue Beauty posts, but I thought that by searching my real skincare rountine it would help you guys somehow.

Captura de ecrã 2023-07-01 151704.png

I hope you have liked today's post as much as I did.

XOXO, 

Clara Cardoso

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub