Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

01
Mai23

MET GALA || Top momentos nostáligicos e o que esperar do tapete vermelho

Clara Cardoso

Oiee, hoje é dia de Met Gala, bebê!

Eis que chega o momento em que momentos da cultura pop são criados ou revisitados, a internet se movimenta para falar de moda e as celebridades queridinhas se encontram no mesmo ambiente, o Metropolitan Museum of Art  ou The Metropolitan Museum of Art. 

WhatsApp Image 2023-05-01 at 23.01.05.jpeg

Caso você tenha caído de paraquedas nesse post, separei alguns links com algumas informações-chave sobre o evento que decorre essa noite:

Qual é o tema e o homenageado da noite

O que esperar e por onde assistir o evento

Análise objetiva por Thiago Biagi sobre o Met e o tema do evento

Momentos inesquecíveis de Karl Lagerfeld por Anna Wintour

O legado de Karl

Como funciona o Met Gala

A evolução do tapete vermelho e a visão por trás das câmeras

Portanto, sem mais delongas, alguns dos meus momentos favoritos do Met Gala do ano passado:

A atriz Blake Lively simplesmente impecável vestindo um dos melhores looks da noite:

Cardi B usando Versace e, literalmente, banhada em ouro:

gettyimages-1395058155-612x612.jpg

"Her name... Her name is Bella Hadid":

Menção honrosa à atriz Nicola Coughlan que não só seguiu o tema do ano passado certinho como o fez lindamente:

Fã da Adut Akech sim:

A atriz Sarah Jessica Parker arrasando, cuja referência para o look foi maravilhosa (leia a explicação):

A musa e Girl From Rio, Anitta vestindo Moschino e seguindo o tema de forma I-M-P-E-C-Á-V-E-L: 

 

Por outro lado, para não dizer que a sminhas expectativas são zero para esse MET, penso que caso o tapete vermelho siga um padrão para além do comum da Chanel como, por exemplo, o período de Karl na Fendi, seria incrível, demonstraria pesquisa, cuidado com o tema. Sem contar que certas personalidades como: Miley Cyrus, Billie Eilish, Gisele Bündchen, Dua Lipa e Kim Kardashian sigam o seu padrão de serem as que, geralmente, gostam de trazer uma certa inovação, polêmica ou até mesmo um pouco da sua personalidade para o ecossistema do tema (ou ir totalmente fora dele).

Além disso, esse ano, ao lado de Anna Wintour encontram-se os co-anfitriões Dua Lipa, as atrizes Penélope Cruz e Michaela Coel e o tenista Roger Federer, pelo que seja possível trazerem alguma inovação. 

Pessoalmete, não acho que a edição desse ano do Met Gala há de ser muito marcante, especialmente pelo fato de ser um tema polêmico que, geralmente, abrange duas frentes: críticas aos posicionamentos do designer alemão ou uma abordagem simplista dos seus designers no período da Chanel.

Relativamente à tentativa de trazer a Chanel como inspiração ao tapete vermelho, penso que ainda que quisessem seguir essa linha, o que é totalmente perceptível visto o seu legado na marca, os designs poderiam ser focalizados mais para o lado inovador, moderno, atemporal e visionário de Karl que apenas o conjunto padrão que nós estamos acostumados de assistir.  

É bom ressaltar que a minha opinião sobre os looks, momentos relevantes, os convidados ou as inspirações para o evento valem um total de zero limões, mas deixo aqui algumas expectativas para em breve retornar e descobrir se foram cumpridas ou não, quer pela diversão e a cultura pop, quer pelo MET ser um dos eventos de modas mais assistidos e mais importantes do mundo, bem como um dos meus favoritos.

Beijos de luz e até o próximo chá de moda!

 

 

19
Nov22

Princesa Diana: 14 momentos de tributo à moda

Clara Cardoso

Oii, lindeusos! Como vocês estão? 

O post de hoje é sobre a Princesa Diana e o seu tributo à moda. O post será divido em duas partes: na primeira, essa , no caso, separo catorze momentos memoráveis, e também os meus favoritos, em que  Diana apresentou moda, beleza, personalidade e confiança ao mesmo tempo, enquanto Princesa. Na segunda parte, entretanto, falarei da Lady Di, isto é, da pessoa além da monarquia com momentos e looks mais casuais e menos formais ou cerimoniais. 

Espero que gostem. Vamos lá?

1: A Princesa apareceu com o chamado "Revenge Dress" na  "Serpentine Gallery", um dia após a confissão de adultério pelo Príncipe Charles numa entrevista

hbz-princess-diana-style-REVENGE DRESS.jpg

2: Princesa Diana dançando com John Travolta na Casa Branca, em 1985

princess-diana-john-travolta-dress look 2.webp

 

3: Princesa Diana na estreia do filme "A View to a Kill", em 1985

hbz-princess-diana-style-1985-look 6.jpg

4: Princesa Diana utilizou esse vestido durante uma viagem a Veneza, em 1985

5: A Princesa em 25 de novembro de 1985  para a estreia do filme ‘The Santa Claus’, em Londres. O vestido foi da autoria de Catherine Walker

diana look 8 ....PNG

6: Princesa Diana para o "The Diamond Ball", em 1990

look 11 - diana.jpg

7: A Princesa de Gales durante um evento de caridade, em 26 de outubro, de 1982

diana - look 18.jpg

8:  A Princesa em Klosters, em 1986. Quem disse que princesas não esquiam?

diana-february-1986- 30.jpg

9: Princesa Diana numa base naval, durante a Tour Real pela Itália, em 1985 

hbz-princess-diana-style-1985-look 7.jpg

10: Princesa de Gales durante a estreia do filme '2010', em junho de 1986, vestido foi desenhado por Murray Arbeid, estilista que criou diversos vestidos da Princesa

11: Princesa Diana durante a sua visita a Portugal, em 1987

diana look 1- portugal.jpg

12: A Princesa em "Grosvenor House Hotel" em Londres, 1986. Vestido desenhado por Murray Arbeid

hbz-princess-diana-style-1986-look 9.jpg

13: Princesa Diana para uma festa no Castelo de Windsor em 1985, em comemoração dos 21 anos do Príncipe Edward e outros três primos

14: Princesa Diana no MET GALA, em 1996

Acredito que Diana tenha alcançado a sua identidade íconica e atemporal através não só dos seus atitudes, carisma ou aparência ou por ter sido um membro real, mas das suas aparições e das suas vestimentas. Para as pessoas "comuns", ver uma figura tão influente que converse com eles ao vestir uma roupa que exprima a sua personalidade ou que use um estilo mais ousado tem um valor símbólico de pertencimento. É como se Diana tivesse quebrado essa diferença inalcansável entre figuras reais e súditos. Eu não falo isso em nome das pessoas que viveram aquela época, até porque não a vivi, mas falo por mim, que mesmo sem ter vivido, me sinto inspirada pelo seu estilo e a sua personalidade. 

Antes de me despedir, quero avisar: a segunda parte desse post será escrita em Inglês, poderão encontrá-la na aba "English Version".

Beijos de realeza e até o próximo post!

09
Out22

FW 2022 || Opinião - Schiaparelli

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

O post de hoje será o primeiro de um conjunto de comentários sobre os desfiles da Semana de Alta Costura de Paris, a temporada FW (outono-inverno) de 2022. É engraçado ver os lados da moda e ver como as pessoas se envolvem. Perceber que as ditas cujas tendências se criam desde influencers do TikTok até os desfiles das semanas de moda em várias capitais do mundo.

Os desfiles, as revistas de moda e os comentários sobre moda ainda hoje se sustentam graças aos seus amantes, entusiastas, a sua história e legado, claro, mas, sobretudo, pela sua capacidade de ser original, mutável e de traduzir os acontecimentos pessoais ou do mundo da maneira mais artística e impecável. O mundo virtual só não pode acabar com esse lado mais artístico e menos comercial da moda, porque o mundo do lado de fora é real demais e tem muita força.

Mais informações de como ocorreu a FW 2022 ( datas, quem se apresentou e etc)

Bom, introduções à parte, quis falar de arte para falar de moda, porque a semana de moda de Paris outono-inverno de 2022 estreiou com a uma prova que sustenta tudo isso que eu disse: Schiaparelli. 

Nessa coleção, Daniel Roseberry, diretor da Schiaparelli, traz uma visão mais voltada às silhuetas marcadas e expressivas. Mas a diferença para as outras coleções não se encontra aí. Afinal, vimos nas ultimas duas toda uma estética voltada para os acessorios-ouro, algo mais simbolista, com o preto e o branco contrapondo-se nas passarelas sempre grandioso, místico e quase surrealista, se formos ao encontro das ombreiras oversized. Poderia se dizer que houve uma tentativa de trzaer à tona o belo, uma sensibilidade às raízes da maison.

 Daniel Roseberry

Foi difícil encontrar o meu ranking, mas esses foram os meus top favoritos:

 

 

 

 

 

  

Procuro palavras para descrever essa coleção e o meu vocabulário para em: absurdo. Magnífico. Apenas.

Nota-se duante todo o desfile que a grandiosidade e o foco nos acessórios-ouro perdem um pouco do seu protagonismo e dão espaço às cores! Sim, o estilista coloca desde flores e corações, com direito até a uma pomba branca. Imagina?!

Flores de todos os tipos e formatos que saem das roupas ou que estão nas roupas ou que acompanham-nas. Mas, para mim, o mais engraçado é ver que o início do desfile traduziu-se como uma extensão ou resquício mais discreto da última coleção e, gradativamente, houve esse aumento de cores mais fora da curva.

 

Diferença dos detalhes - coleção dessa temporada:

 

 

 
Lembra das ombreiras que falei? Já não tão grandiosas, essas dão espaço aos chapéus grandiosos (não só em beleza quanto em tamanho). Repare na coleção anterior agora:
 

 

 

Percebem que as propostas se divergem entre uma mais fluída e outra mais definida?

OPINIÃO ||  Sempre tenho as minhas ressalvas sobre a moda, para ser sincera, ainda é algo bem novo para mim. Mas a Schiaparelli é, de longe, a minha favorita, não por esse desfile em particular, mas um apreço por tudo. Deixo uma fala do Daniel que me marcou: "os estilistas se sentem pressionados a fazer de todo desfile um statement, a provar que a moda não é 'fútil', fazê-la com um slogan. Hoje eu só queria apresentar 'coisas bonitas, o que já não é fácil por si só".

 
E antes de me despedir, também deixo uma foto da ícone Anitta no desfile da Schiaparelli:

Por hoje é só, lindeusos. Beijos de luz e até a próxima!! 

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub