Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

09
Out22

FW 2022 || Opinião - Schiaparelli

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

O post de hoje será o primeiro de um conjunto de comentários sobre os desfiles da Semana de Alta Costura de Paris, a temporada FW (outono-inverno) de 2022. É engraçado ver os lados da moda e ver como as pessoas se envolvem. Perceber que as ditas cujas tendências se criam desde influencers do TikTok até os desfiles das semanas de moda em várias capitais do mundo.

Os desfiles, as revistas de moda e os comentários sobre moda ainda hoje se sustentam graças aos seus amantes, entusiastas, a sua história e legado, claro, mas, sobretudo, pela sua capacidade de ser original, mutável e de traduzir os acontecimentos pessoais ou do mundo da maneira mais artística e impecável. O mundo virtual só não pode acabar com esse lado mais artístico e menos comercial da moda, porque o mundo do lado de fora é real demais e tem muita força.

Mais informações de como ocorreu a FW 2022 ( datas, quem se apresentou e etc)

Bom, introduções à parte, quis falar de arte para falar de moda, porque a semana de moda de Paris outono-inverno de 2022 estreiou com a uma prova que sustenta tudo isso que eu disse: Schiaparelli. 

Nessa coleção, Daniel Roseberry, diretor da Schiaparelli, traz uma visão mais voltada às silhuetas marcadas e expressivas. Mas a diferença para as outras coleções não se encontra aí. Afinal, vimos nas ultimas duas toda uma estética voltada para os acessorios-ouro, algo mais simbolista, com o preto e o branco contrapondo-se nas passarelas sempre grandioso, místico e quase surrealista, se formos ao encontro das ombreiras oversized. Poderia se dizer que houve uma tentativa de trzaer à tona o belo, uma sensibilidade às raízes da maison.

 Daniel Roseberry

Foi difícil encontrar o meu ranking, mas esses foram os meus top favoritos:

 

 

 

 

 

  

Procuro palavras para descrever essa coleção e o meu vocabulário para em: absurdo. Magnífico. Apenas.

Nota-se duante todo o desfile que a grandiosidade e o foco nos acessórios-ouro perdem um pouco do seu protagonismo e dão espaço às cores! Sim, o estilista coloca desde flores e corações, com direito até a uma pomba branca. Imagina?!

Flores de todos os tipos e formatos que saem das roupas ou que estão nas roupas ou que acompanham-nas. Mas, para mim, o mais engraçado é ver que o início do desfile traduziu-se como uma extensão ou resquício mais discreto da última coleção e, gradativamente, houve esse aumento de cores mais fora da curva.

 

Diferença dos detalhes - coleção dessa temporada:

 

 

 
Lembra das ombreiras que falei? Já não tão grandiosas, essas dão espaço aos chapéus grandiosos (não só em beleza quanto em tamanho). Repare na coleção anterior agora:
 

 

 

Percebem que as propostas se divergem entre uma mais fluída e outra mais definida?

OPINIÃO ||  Sempre tenho as minhas ressalvas sobre a moda, para ser sincera, ainda é algo bem novo para mim. Mas a Schiaparelli é, de longe, a minha favorita, não por esse desfile em particular, mas um apreço por tudo. Deixo uma fala do Daniel que me marcou: "os estilistas se sentem pressionados a fazer de todo desfile um statement, a provar que a moda não é 'fútil', fazê-la com um slogan. Hoje eu só queria apresentar 'coisas bonitas, o que já não é fácil por si só".

 
E antes de me despedir, também deixo uma foto da ícone Anitta no desfile da Schiaparelli:

Por hoje é só, lindeusos. Beijos de luz e até a próxima!! 

14
Set22

Festival de Cinema - Veneza | Florence Pugh

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

Hoje decidi trazer alguns comentários sobre o tapete vermelho do Festival de Veneza e  algumas expectativas que tenho sobre os próximos filmes a serem lançados. Essa será uma série de posts sobre. Espero que gostem. Vamos lá?

 

Entre os dias 31 de agosto e 10 de setembro, aconteceu o Festival de Cinema de Veneza. Para abrir os comentários do tapete vermelho, nada melhor que um toque de drama e glamour, prepare a sua pipoca!

No meio de todos os boatos e dramas envolvendo o mais novo filme Don’t Worry Darling (quem estiver por fora, clica aqui para ficar por dentro da fofoca), Florence Pugh chegou no tapete vermelho do festival com muito; muito brilho e classe. 

 

O fato dela ter carregado brilho e uns quase fogos de artifício nos sapatos, é magnífico! É literalmente a resposta que a mídia não esperava. Isso porque, nem sabiam se ela realmente viria, devido aos seus conflitos de agenda com a gravação do filme Dune 2, em Budapeste. 

Mas baphos à parte, vamos ao look. 

O volume presente nas mangas bufantes do vestido remete à clara tradição de Valentino em suas criações. 

Reconhecem os sapatos? Pois bem, são  parte da coleção Fall 2022 Couture, FFW (Fall Fashion Week), da Valentino, desfilados no início de julho de 2022, em Roma. 

Reprodução dos sapatos no desfile:

Toda a ideia de fazer uma peça “enganadora” é também inesperado. Dependendo do ponto de vista, o contraste de “uau, que peça monumental” para: “ah, só é um body afinal” é super interessante. 

  

   

Todo o cuidado em valorizar o corpo da atriz é proveniente do volume das mangas e o caimento da cauda,  um trabalho muito bem desenvolvido pela sua estilista Rebecca Corbin-Murray.Dá para ver que houve um cuidado utilizar a altura da atriz como meio de parecer fazê-la maior, mais marcante, como se a sua presença ocupasse todos os olhos do tapete vermelho (e não dos tabloides somente). Nota-se que não foi uma ideia só da Valentino que veio para a Florence. Foi pensado. Entendem? 

Reprodução da estilista ao lado de florence em 2020, durante a celebração dos Oscars 2020 (??):

 

OPINIÃO | Eu achei melhor ir procurar os trabalhos antigos de Rebecca,a estilista, com a Florence antes de só trazer algum comentário avulso sem base alguma. Isso porque, inicialmente, a minha opinião era que esse não tinha sido um dos melhores looks da atriz. Mas, depois de uma pesquisa ali e aqui, vi que estava enganada. Para mim, na edição do Festival de Veneza desse ano, Florence marcou mais um momento fashion com seu estilo único. Segue meu top 3 - fora de ordem- de outros momentos #fashion da atriz nos últimos anos:

 

  

 

 

 
Ah, antes de me despedir, queria deixar esse momento super fofo entre a atriz e a sua avó no tapete vermelho, as duas juntinhas... Coisa mais linda! 
 

É isso por agora, lindeusos. Beijos de luz, até a próxima!  

 

13
Set22

#VMAS 2022 | Taylor Swift

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

Voltei para o blog depois de quase dois anos, nem acredito. Espero que, nesse meio tempo, tenham estado bem e seguros. Acredito que tenham reparado que houveram algumas mudanças por aqui, não? Aos novos e antigos leitores, sejam bem-vindos (de volta).

Enfim, como agora moda entrou aos nossos assuntos, vamos ao primeiro post!

Que a Taylor Swift andou sumida das últimas premiações, a gente já sabe, mas a bonita voltou a aparecer na edição do VMAS de 2022. 

No tapete vermelho, de longe foi uma das melhores da noite de premiações com o vestido da coleção Resort 2023 de Oscar de la Renta. Não dá para saber se a escolha foi proposital ou não, mas o crossover entre a roupa dela com o seu clipe “Look What You Make Me Do” é claro e foi notado pelos fãs da cantora (eu incluída). 

 

Há quem especule também a semelhança com uma das suas primeiras vezes no #VMAS quando participou de um escândalo da edição do prêmio com Kanye West, em 2009.

Fofocas da Cultura Pop à parte, proposital ou não, o fato de ter voltado aos tapetes vermelhos com uma marca de peso e com um vestido que foi desfilado há apenas dois meses e meio atrás é memorável. 

O vestido foi totalmente trabalhado em correntes de cristais. Mas não para por aí, já que a ideia de brilho minimalista, mas marcante estendeu-se aos sapatos e à maquiagem também. Um tom de classe para quem levou três prêmios da noite, entre as cinco indicações que recebeu.  

vma-2022-taylor-swift-tapete-vermelho-SAPATO.webp 

Além dos looks, a noite de Taylor também marcou o anúncio do seu novo álbum, Midnights, previsto para o final de outubro.

Após ter levado o prêmio de melhor videoclipe do ano com All Too Well, a cantora utilizou da maison Moschino para acompanhá-la no after-party da premiação. Numa estética voltada para os anos 2000, com uma pegada mais confortável e curta, Taylor aparece com um casaco branco de pelagem falsa.

OPINIÃO |  Há sempre aquela massa de pessoas que vão considerar o uso de uma grife num tapete vermelho, numa premiação, em clipes… Enfim, nos seus trabalhos e aparições, como algo fútil, insignificante ou mais um do comum. Contudo, como fã de artistas e fã da moda, acredito que sim faça a diferença e que graças ao maior meio, a mídia, esses dois universos se juntam e se suportam. Além disso, ver o cuidado de marcas em se propor a seguir estilos e eras artísticas dos artistas é delicado, sensível e cria uma ligação de pertencimento entre o mero telespectador e o artista e todo o resto.

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub