Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

Fahion And Other Teas

Um chá de moda e informação para os que correm com a atualidade. Um brinde! A fashion and news tea for the those who run with our times. Cheers!

14
Set22

Festival de Cinema - Veneza | Florence Pugh

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

Hoje decidi trazer alguns comentários sobre o tapete vermelho do Festival de Veneza e  algumas expectativas que tenho sobre os próximos filmes a serem lançados. Essa será uma série de posts sobre. Espero que gostem. Vamos lá?

 

Entre os dias 31 de agosto e 10 de setembro, aconteceu o Festival de Cinema de Veneza. Para abrir os comentários do tapete vermelho, nada melhor que um toque de drama e glamour, prepare a sua pipoca!

No meio de todos os boatos e dramas envolvendo o mais novo filme Don’t Worry Darling (quem estiver por fora, clica aqui para ficar por dentro da fofoca), Florence Pugh chegou no tapete vermelho do festival com muito; muito brilho e classe. 

 

O fato dela ter carregado brilho e uns quase fogos de artifício nos sapatos, é magnífico! É literalmente a resposta que a mídia não esperava. Isso porque, nem sabiam se ela realmente viria, devido aos seus conflitos de agenda com a gravação do filme Dune 2, em Budapeste. 

Mas baphos à parte, vamos ao look. 

O volume presente nas mangas bufantes do vestido remete à clara tradição de Valentino em suas criações. 

Reconhecem os sapatos? Pois bem, são  parte da coleção Fall 2022 Couture, FFW (Fall Fashion Week), da Valentino, desfilados no início de julho de 2022, em Roma. 

Reprodução dos sapatos no desfile:

Toda a ideia de fazer uma peça “enganadora” é também inesperado. Dependendo do ponto de vista, o contraste de “uau, que peça monumental” para: “ah, só é um body afinal” é super interessante. 

  

   

Todo o cuidado em valorizar o corpo da atriz é proveniente do volume das mangas e o caimento da cauda,  um trabalho muito bem desenvolvido pela sua estilista Rebecca Corbin-Murray.Dá para ver que houve um cuidado utilizar a altura da atriz como meio de parecer fazê-la maior, mais marcante, como se a sua presença ocupasse todos os olhos do tapete vermelho (e não dos tabloides somente). Nota-se que não foi uma ideia só da Valentino que veio para a Florence. Foi pensado. Entendem? 

Reprodução da estilista ao lado de florence em 2020, durante a celebração dos Oscars 2020 (??):

 

OPINIÃO | Eu achei melhor ir procurar os trabalhos antigos de Rebecca,a estilista, com a Florence antes de só trazer algum comentário avulso sem base alguma. Isso porque, inicialmente, a minha opinião era que esse não tinha sido um dos melhores looks da atriz. Mas, depois de uma pesquisa ali e aqui, vi que estava enganada. Para mim, na edição do Festival de Veneza desse ano, Florence marcou mais um momento fashion com seu estilo único. Segue meu top 3 - fora de ordem- de outros momentos #fashion da atriz nos últimos anos:

 

  

 

 

 
Ah, antes de me despedir, queria deixar esse momento super fofo entre a atriz e a sua avó no tapete vermelho, as duas juntinhas... Coisa mais linda! 
 

É isso por agora, lindeusos. Beijos de luz, até a próxima!  

 

13
Set22

#VMAS 2022 | Taylor Swift

Clara Cardoso

Oi, lindeusos! Como vocês estão??

Voltei para o blog depois de quase dois anos, nem acredito. Espero que, nesse meio tempo, tenham estado bem e seguros. Acredito que tenham reparado que houveram algumas mudanças por aqui, não? Aos novos e antigos leitores, sejam bem-vindos (de volta).

Enfim, como agora moda entrou aos nossos assuntos, vamos ao primeiro post!

Que a Taylor Swift andou sumida das últimas premiações, a gente já sabe, mas a bonita voltou a aparecer na edição do VMAS de 2022. 

No tapete vermelho, de longe foi uma das melhores da noite de premiações com o vestido da coleção Resort 2023 de Oscar de la Renta. Não dá para saber se a escolha foi proposital ou não, mas o crossover entre a roupa dela com o seu clipe “Look What You Make Me Do” é claro e foi notado pelos fãs da cantora (eu incluída). 

 

Há quem especule também a semelhança com uma das suas primeiras vezes no #VMAS quando participou de um escândalo da edição do prêmio com Kanye West, em 2009.

Fofocas da Cultura Pop à parte, proposital ou não, o fato de ter voltado aos tapetes vermelhos com uma marca de peso e com um vestido que foi desfilado há apenas dois meses e meio atrás é memorável. 

O vestido foi totalmente trabalhado em correntes de cristais. Mas não para por aí, já que a ideia de brilho minimalista, mas marcante estendeu-se aos sapatos e à maquiagem também. Um tom de classe para quem levou três prêmios da noite, entre as cinco indicações que recebeu.  

vma-2022-taylor-swift-tapete-vermelho-SAPATO.webp 

Além dos looks, a noite de Taylor também marcou o anúncio do seu novo álbum, Midnights, previsto para o final de outubro.

Após ter levado o prêmio de melhor videoclipe do ano com All Too Well, a cantora utilizou da maison Moschino para acompanhá-la no after-party da premiação. Numa estética voltada para os anos 2000, com uma pegada mais confortável e curta, Taylor aparece com um casaco branco de pelagem falsa.

OPINIÃO |  Há sempre aquela massa de pessoas que vão considerar o uso de uma grife num tapete vermelho, numa premiação, em clipes… Enfim, nos seus trabalhos e aparições, como algo fútil, insignificante ou mais um do comum. Contudo, como fã de artistas e fã da moda, acredito que sim faça a diferença e que graças ao maior meio, a mídia, esses dois universos se juntam e se suportam. Além disso, ver o cuidado de marcas em se propor a seguir estilos e eras artísticas dos artistas é delicado, sensível e cria uma ligação de pertencimento entre o mero telespectador e o artista e todo o resto.

28
Ago20

Agosto lilás?? Nunca ouvi falar...

Clara Cardoso

Oii, angels!! Como vocês estão??

Portanto, no post de hoje falarei sobre uma campanha ainda não muito comentada, o Agosto Lilás. Pois bem, ela foi criada em 2016 pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM) do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul. Seu objetivo é enfrentar todos os tipos de violência contra a mulher. Também busca divulgar a Lei Maria da Penha, que por sinal, faz aniversário exatamente no mesmo mês.

Mas afinal, será que só existe um tipo de violência contra a mulher ????

Não! Existem ao todo, cinco tipos. Explicarei cada um abaixo. Se liga! 

>Tipos de violência:

1. Violência física

--> Entendida como qualquer conduta que ofenda a integridade ou saúde corporal da mulher, isto é, espancamento, estrangulamento ou sufocamento, lesões com objetos perfurantes ou cortantes, tortura, feriminetos causados por armas de fogo ou queimaduras, atirar objetos, sacudir e apertar os braços. 

IMG_1463.JPG 

2. Violência sexual

--> Qualquer conduta que obrigue a mulher a presenciar, a manter ou a paticipar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, ou uso da força. Apesar de ser normalmente associado ao estrupo, o termo violência sexual é muito mais amplo e abrange uma série de situações que as mulheres sofrem atualmente, seja com desconhecidos, parentes, namorados ou companheiros. 

Ou seja, caso seu parceiro te obrigue a ter relações sexuais com ele e você não queira, por motivos de desconforto ou repulsa, é considerado estrupo. Assim como em: impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar, forçar matrimônio (casamento forçado), gravidez ou prostituição,por meio de chantagem, suborno, coação ou manupulação e limitar ou anular o exercício dos direitos reprodutivos da mulher. 

  

3. Violência patrimonial:

--> Entendida como qualquer ação que configure subtração, retenção, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os destinados a satisfazer suas necessidades. Isto é, controlar o dinheiro, destruição de documentos pessoais, furto, dano ou extorsão, privar de bens, valores ou recursos econômicos, deixar de pagar pensão alimentícia e causar danos propositais a objetos da mulher ou dos quais ela goste. 

4. Violência psicológica:

--> A Lei Maria da Penha classifica violência psicológica como qualquer conduta que cause dano emocional e à autoestima da mulher, que prejudiquem o seu pleno desenvolvimento, que vise degradar ou controlar suas ações comportamentos, crenças e decisões. O Instituto Maria da Penha lista algumas dessas condutas:

  • Ameaças
  • Constrangimento
  • Humilhação
  • Manipulação
  • Isolamento (proibir de estudar e viajr ou de falar com amigos e parentes)
  • Insultos
  • Vigilância constante 
  • Perseguição contumaz
  • Chantagem
  • Exploração
  • Ridicularização
  • Tirar a liberdade de crença
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sua sanidade e memória (Gaslighting)

  

 

5. Violência moral:

--> Qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria. Nesse tópico, refiro-me a: 

  • Acusar a mulher de traição sem provas
  • Emitir juízos morais sobre a conduta
  • Expor a vida íntima
  • Fazer críticas mentirosas
  • Desvalorizar a vítima pelo seu modo de vestir 
  • Rebaixar a mulher por meio de xingamentos que incidem sobre sua índole

  

Agora, chegou a hora de mostrar os dados que serviram como motivação ao desenvolvimento da campanha. Vem comigo!! 

Em 2016, 1 estrupo coletivo (isto é, violência sexual envolvendo dois ou mais agressores) ocorreu a cada 2 horas e meia no Brasil. Assim como, em 2017, 177 mulheres foram espancadas A CADA HORA no mesmo e o assédio virtual cresceu 26.000%.

Sabem qual quantas pessoas habitam no Equador ??? 16 milhões!! Foi exatamente o número -que tem-se registrado- de mulheres que sofreram algum tipo de violência no Brasil em 2018, ou seja, é como se a população inteira do país tivesse sido violentada. Isso é MUITO problemático!!!!

  

No mesmo ano, 536 mulheres levaram socos, empurrões ou chutes também no mesmo país, e não para por aí...  Segundo estudos, os casos de feminicídio cresceram 41.4% no estado de São Paulo durante a pandemia do Covid-19. Além dessa pesquisa, especialistas compararam e destacaram que os casos de assassinato à mulher aumentou 22.2% entre Março e Abril deste ano, em 12 estados brasileiros, aumententando a vulnerabilidade das vítimas de violência doméstica. 

 

Embora pareça que esses casos só estão a ocorrer apenas no Brasil, no Reino Unido, os telefonemas para o serviço nacional de denúncia contra abuso subiu 65% na última semana de Março, tal como nos Estados Unidos, na Austrália e na França, por exemplo. 

Já em Portugal, houveram 503 feminicídios entre 2004 e 2018.

Foi comprovado nos últimos anos que 45% dos feminicídios sucedem por inconformismo dos homens com a eparação ou término de relacionamento, enquanto 30% são causados por causa de ciúmes, posse e machismo. 

IMG_1555 (1).jpg

Mas então, será que não existe nenhum lugar seguro para as mulheres? Será que toda rua, cidade, estado, distrito e país é perigoso?? A resposta é não, afinal de contas, há países -considerados desenvolvidos- que são mais seguros e outros, cujo são mais perigosos. 

A partir dos dados do site VIX, os cinco países mais perigosos para mulheres são: El Salvador, Colômbia, Guatemala, Rússia e Brasil.

Meu objetivo com todas essas informações, termos e definições é apresentar que essa campanha e o assunto-alvo da mesma, não são "mimimi' ou "modinha".

Se hoje temos mais voz, espaço e oportunidade para realizar campanhas como esta, é porque é fruto de toda luta e jornada de mihares de mulheres incríveis, como Maria da Penha, Marielle Franco e Dandara. 

  

Bom, sei que me estendi bastante no post de hoje, mas de verdade senti necessidade, porque um assunto como esse, merece e deve ser compartilhado. Precisamos do feminismo!! Para finalizar, deixarei uma frase de Nina Simone que foi uma mulher com pensamentos revolucionários e feminstas e me inspira diariamente. 

"Você tem que aprender a levantar-se da mesa quando o amor não estiver mais sendo servido."- Nina Simone

Beijos de luz e até o post de amanhã!

Ah, me contem abaixo o que estão achando do projeto #tododiaaté20, é sempre bom receber o feedback de vocês! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub